De repente ficou leeeento….



  • quando instalei estava ótimo, mas depois de alguns dias ficou lento…

    Tenho percebido esses assuntos em vários topicos, inclusive no forum internacional e hoje passei por isso.

    A homologação do mailscanner estava perfeita até o primeiro dia de produção, 100mil emails válidos depois, fiquei sem I/O em dois servidores com discos SAS de 15k, 32Gb de ram e 16 cpus. :o Inacreditável!

    Depois de muito vasculhar configurações percebi que a instalação padrão do pfsense (quick/easy install) não separa o / do /var ou do /usr e consequentemente não habilita o soft-updates no filesystem. Traduzindo para o português, acesso a disco sem performance.

    Tentei habilitar o soft-updates no / de várias formas sem sucesso. Para resolver a situação, tive que reinstalar o pfsense no modo custom/avançado e criar o /var e o /usr  com soft-updates habilitado e separados do /.

    Portanto, se você usa cache em disco(squid), antivirus(havp) on qualquer outro pacote que faça muito acesso a disco(mailscanner), aproveito o proximo feriado prolongado e reinstale seu pfsense. ;)

    Outra solução seria colocar mais memória na máquina e passar o cache para RAM, usando soluções nativas dos pacotes ou atraves de mfs.

    att,
    Marcello Coutinho

    obs1: se alguem conseguir habilitar o soft-updates no /, por favor posta por aqui.
    obs2: para ver se seu filesystem esta ou não com soft-update habilitado, use o comando mount, a saida deve parecer com essa:
    /dev/da0s1a on / (ufs, local)
    devfs on /dev (devfs, local)
    /dev/da0s1d on /usr (ufs, local, soft-updates)
    /dev/da0s1e on /var (ufs, local, soft-updates)

    obs3: leia sobre o soft-updates antes de refazer seu pfsense, existem prós e contras.



  • Legal, nada melhor que o natal para isso heim  8) 8) 8) 8) :o

    Agendado….



  • É verdade Marcello…

    Este é um "problema" que há tempos enfrentamos quando há muito I/O de disco... Uma das fontes de preocupação na hora de instalar e colocar em produção pacotes como o mailscanner (lembrando que praticamente 95% dos e-mails hoje em dia são SPAMs... em alguns casos até mais do que isso).

    Vou efetuar alguns testes em laboratório também acerca do soft-updates e ver como ele se comporta (minha dúvida/medo é em relação a um crash no fs... como o recovery se comportaria em partições com o soft-updates?).

    Abraços!
    Jack



  • Ele funciona bem com relação a crash, o risco é não ter todas as informações que estavam em ram gravadas no disco.
    Essa informação está no link que passei http://www.freebsd.org/doc/handbook/configtuning-disk.html.

    A diferença de performance é monstruosa, vale a pena tentar.

    Outra dica é descartar o uso de discos ssd, não são recomendados para ambientes 24/7.



  • Muito boa essa, Marcello!

    Depois de ler seu post eu me lembrei que nunca instalei o pfSense usando o "quick/easy install".
    Sempre fui na opção "custom/advanced", mas sem me preocupar muito com partições ou demais coisas.
    Acabava seguindo a sugestão que o instalador oferecia e tome "next, next, next…"  ;D
    De qualquer forma, fui checar:

    $ mount
    /dev/ad1s1a on / (ufs, local)
    devfs on /dev (devfs, local)
    /dev/md0 on /var/run (ufs, local)
    devfs on /var/dhcpd/dev (devfs, local)
    /dev/md10 on /var/tmp/havpRAM (ufs, local, soft-updates)

    Agora pergunto: para uma rede pequena (40 hosts) com HAVP e com o Squid rotacionando cache a cada 5 dias, a montagem é adequada?

    Até o momento, a performance está boa. Sinto alguns delays algumas vezes, mas acho que tem mais a ver com o horário de uso
    intenso da internet em si. Porém, nada como uma opinião do especialista.  ;D



  • johnnybe,

    Uma forma de testar isso seria colocar o cache do squid somente em memória (prefiro este tipo de configuração) e ver a diferença de performance.

    De qualquer forma, acredito que o I/O dos logs atrapalha o I/O do cache.

    Eu colocaria o soft-updates para ver a diferença.



  • @marcelloc:

    johnnybe,

    Uma forma de testar isso seria colocar o cache do squid somente em memória (prefiro este tipo de configuração) e ver a diferença de performance.

    De qualquer forma, acredito que o I/O dos logs atrapalha o I/O do cache.

    Eu colocaria o soft-updates para ver a diferença.

    Ah! Desculpe! Falha de newbie: Esqueci de citar que o Squid tá colocando 128kb de objetos cacheados na RAM.

    Outra pergunta: já que só é possível separar as partições /var e /usr durante a instalação, como configurar o soft-updates
    nessas partições? Não me lembro se existe alguma opção para isso na instalação. Existe?



  • No squid eu coloco nada para disco e tudo para memoria, e aumento o tamanho dos objetos para cache.

    com essas configurações, aparece MEM_CAHE_HIT ou algo similar quando o cache acerta.

    Axeno estão as duas telas pertinentes ao particionamento durante a instalação.

    Primeiro escolha switch to expert mode e depois marque o soft-updates.






  • Iiiiaaah, Mr. Marcelloc! Faz tanto tempo que não reinstalo o pfSense do "zero" que nem me lembrava disso. É "vero'!
    Atualizou meus neurônios e suas ligações.  ;D

    E ainda por cima, ajudou a todos do fórum.  ;D

    Agradeço de montão!


Log in to reply