[TUTORIAL] Samba 3 com Winbind no Squid no PFSense 2.0.3



  • Olá!

    Eu precisei implantar o Samba 3, originalmente concebido pelo colega Luiz Gustavo no PFSense 2.0.3.

    Introdução:

    Pois bem, o Samba 3 está em formato PBI no pacote desenvolvido pelo colega. O PFSense 2.1.X é baseado no FreeBSD 8.3, que possui o gerenciador de pacotes PBI-Manager como port padrão, mas o PFSense 2.0.3 é baseado no FreeBSD 8.1, que não veio com esse port instalado. O problema é que não há mais nos repositórios do FreeBSD esse port para download.

    Então, após testes, usando o port do FreeBSD 8.3 eu instalei o PBI-Manager no PFSense 2.0.3. Eu não sei se há outra solução "mais fácil", peço inclusive que se alguém compartilhar uma opção melhor, será bem vindo!

    Com isso, eu editei o Script de instalação para incluir o PBI-Manager e suas dependências.

    Para facilitar, eu juntei tudo em um TAR só e vou explicar como instalar abaixo.

    Compatibilidade:

    PFSense: 2.0.3
    Arquitetura: i386 e amd64
    Squid: 2.7.9 pkg v.4.3.4
    SquidGuard: 1.4_4 pkg v.1.9.6

    Downloads:
    Como vocês podem observar o arquivo está em formato TAR e disponibilizei o link do arquivo na minha conta do SugarSync. Se alguém puder fazer upload para um FTP seria melhor.

    Link: https://www.sugarsync.com/pf/D7215223_90738822_041513

    Instalação:
    1 - Acesse o PFSense utilizando o WinSCP ou aplicativo de mesma função.
    2 - Copie o arquivo para o "/TMP"
    3 - Extraia o arquivo
    4 - Vá no console e aperte 8 para acessar o Shell
    5 - Navegue até o diretório extraido. Exemplo: cd /tmp/samba3_pfsense203/
    6 - Execute o Script de instalação: "./setup.sh"
    7 - Verifique se alguma etapa apresentou erro, depois confira se a página de configuração do Samba(AD) está disponível na WebGUI.
    8 - Tudo instalado, agora é só configurar.

    Observações:

    **- Jamais implemente este pacote diretamente em ambiente de produção, teste primeiro!

    • Se você precisar reinstalar o Squid, rode o script patch_squid.sh dentro da pasta extraída. Pois o pacote faz uma modificação no Squid para habilitar o WinBind.**

    Créditos:

    Totais ao colega Luiz Gustavo e seus colaboradores que desenvolveram o pacote. Eu apenas adaptei a instalação para o PFSense 2.0.3.



  • Luiz,

    Qual é a razão para não usar 2.1.3 ? não funciona é isso ?



  • @gst.freitas:

    Luiz,

    Qual é a razão para não usar 2.1.3 ? não funciona é isso ?

    Olá!

    Quando eu escrevi 2.1.X significa as versões de 2.1 a 2.1.1, 2.1.2 e 2.1.3. Lembre-se, o terceiro numero na versão é usado para patchs e updates.

    o Samba 3 funciona perfeitamente no PFSense 2.1.x. Veja este tópico: https://forum.pfsense.org/index.php?topic=59311.30


Log in to reply